J.Bouchon Reserva Carménère 2019

(0) - Avaliar produto
  • J.Bouchon Reserva Carménère 2019
J.Bouchon Reserva Carménère 2019
-15%
SKU: 92019252
de R$ 86,00 por
Cartão R$ 73,02
no cartão em até 6x de R$ 12,17 sem juros
Pix
R$ 69,35
-5%
no PIX
Produto indisponível!Podemos avisar você quando estiver disponível?

Descrição do produto

J.Bouchon Reserva Carménère 2019

Conteúdo: 750ml

Tipo: Tinto

Elaboração

Uva: Carménère

Teor Alcoólico: 14%

Amadurecimento: 50% do vinho estagia em barricas de carvalho francês durante 4 meses.

Terroir

País: Chile

Região: Valle Del Maule

Vinícola: J.Bouchon

Notas de degustação

Visual: Rubi intenso com reflexos violáceos.

Aromas: Frutas vermelhas maduras, como cerejas e ameixas, notas de especiarias, como pimenta preta, notas herbáceas, como pimenta, além de toques de tabaco e chocolate.

Paladar: Encorpado, com taninos sedosos e boa acidez. Seu final é marcado por frutas vermelhas, especiarias, além de toques de cacau e chocolate.

Harmonização: Carnes vermelhas grelhadas e assadas com molhos ricos, massas com molhos a base de tomate, polenta com ragu de ossobuco, pratos à base de cogumelos, embutidos e queijos duros, como o parmesão.

Sobre o produtor

EMILE BOUCHON DESCOBRE O CHILE NO SÉCULO XIX

A história de Bouchon começa com o sonho de um jovem francês aventureiro há quase um século e meio. Emile Bouchon deixou sua pequena casa de pequenos viticultores em Arveyres, perto de Burdeos, na França, para embarcar em um navio, em direção ao Chile na primavera de 1887. Emile foi contratado como consultor de enólogos e, ao longo de muitos anos de esforços, conseguiu possuir um antiga adega no Vale de Colchagua, transformando-a em um dos vinhedos mais proeminentes da época, tradição que seus filhos continuariam.

JULIO BOUCHON

Ao retornar de Bordeaux, na França, onde estudou enologia, Julio Bouchon S. decidiu procurar um novo terroir para prosseguir com o projeto vitivinícola Bouchon. Foi assim que o neto de Emile se apaixonou pelos solos graníticos da área seca do interior do Vale do Maule, adquirindo em 1977 o estado de Mingre, uma propriedade distante, que possuía antigos vinhedos de sequeiro, além de uma adega de tanques de cimento e construções simples de adobe, algumas das eles a partir de meados do século XIX.

A 4ª GERAÇÃO BOUCHON CHEGA À IDADE

Em Bouchon, a família é origem, presente e projeção. Julio Bouchon juntou-se ao projeto da família no final do século XX, em plena época em que Bouchon começou a exportar seus vinhos para todo o mundo e precisava de uma visão jovem que combinasse tradição e modernidade. Os irmãos Juan e María fizeram isso uma década depois.

A partir das suas profissões e experiências de vida, os três irmãos complementam-se e encorajam-se mutuamente, dando a Bouchon uma nova guinada na qual experimentam e desbravam outras castas e métodos de vinificação. Como Bouchon, a família Nieuwoudt investiu várias gerações fazendo vinhos na África do Sul em sua adega em Cederberg. Em 2013, as duas famílias se uniram para criar o projeto Longavi, um sonho que combina vales e variedades para dar a conhecer a parte distintiva dos vinhos chilenos em todo o mundo. Em 2015, esta última geração Bouchon saiu por conta própria e relançou “Las Mercedes”, criando vinhos que representam seu próprio estilo sob a liberdade de um rótulo separado.

Produtos Relacionados

Avaliações do produto

Ei, esse produto ainda não foi avaliado!

Conte para todos o que você achou dele.

Cookies
X

Este site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar navegando, você aceita nossa Política de Privacidade.

">